Rio de Janeiro – Mais de 1000 casos de Contaminação com COVID-19 e 38 mortes

De acoedo com a Agencia Brasil o estado do Rio de Janeiro ultrapassou hoje a marca de 10 mil casos confirmados e 900 mortes de covid-19. Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, foram registrados hoje (1º) mais 713 casos e 67 óbitos pela doença.

Com os novos registros, o estado soma 10.166 casos e 921 óbitos desde o início da pandemia no estado. Há ainda 311 mortes em investigação.

A cidade do Rio concentra 6.189 casos e 574 mortes. Em seguida, aparece Duque de Caxias (com 437 casos e 81 mortes). Em Niterói, foram registrados 406 casos e 26 mortes. Já Nova Iguaçu tem menos casos (403) e mais mortes (38) do que Niterói. São Gonçalo registra 279 casos e 22 mortes.

Fora da região metropolitana, Volta Redonda lidera o ranking, com 271 casos e 11 mortes.

A Barra continua liderando os casos, são 108. E mais 7 bairros apresentaram pela 1ª vez pacientes confirmados de coronavírus, chegando a 100 bairros da cidade. São eles: Vargem Grande, Brás de Pina, Colégio, Higienópolis, Sulacap, Rocha e Vaz Lobo. Rocha Miranda, que aparecia na lista com 1 caso, não aparece no boletim de hoje.

Faixa de Idade de confirmados com COVID-19 no Rio

Os casos confirmados de COVID-19 estão, na sua maioria no adulto de 30-39 e 40-49 anos, 206 casos em ambas faixas etárias. A média de idade do contaminado está em 48.8 anos.

Idade Casos
Sem informação 87 (+2)
0 – 9 6 (0)
10 – 19 9 (+1)
20 – 29 77 (+11)
30 – 39 206 (+30)
40 – 49 206 (+19)
50 – 59 143 (+26)
60 – 69 135 (+13)
70 – 79 70 (+6)
80 – 89 40 (+7)
90 – 100 3 (0)
Média de idade 48.8 anos

Testes feitos pelos estados

Número de testes de coronavírus feitos pelos estados

Apesar de apontarem que foram realizado testes, na maior parte das vezes as vítimas entram em óbito não pelo COVID-19 mas por alguma doença que a vitima já possuia. Desde o ínicio dessa pandemia ouvi relatados de alguns idosos que não foram atendidos pelos hospitais por acharem que estão com o virus, sem ao menos fazer um exame, apenas dispensaram e em seguida alguns veio a falecer, e na cestidão de óbito estão colocando simplesmente que a causa é COVID-19.

Dessa forma, os parentes não possuem a chance de ver o ente pela ultima vez, levando o corpo direto para o crematório.

 

Estado Nº de testes Data de divulgação
Acre 1.840 27/4
Alagoas 2.594 27/4
Amapá 4396 28/4
Amazonas 6.183 27/4
Bahia 21.602 4/5
Ceará 30.829 4/5
Distrito Federal 31.265 28/4
Espírito Santo 15.131 4/5
Goiás 10.352 27/4
Maranhão 9.974 4/5
Mato Grosso 2.248 30/4
Mato Grosso do Sul 2.249 27/4
Pará 5.284 30/4
Paraná 14.277 4/5
Pernambuco 8.036 23/4
Piauí 3.064 4/5
Rio Grande do Norte 6.806 22/4
Rondônia 3.429 4/5
Roraima 718 23/4
Santa Catarina 115.746 4/5
São Paulo 35.600 22/4
Sergipe 3095 3/5
Tocantins 68 29/4
Total 334.527  

Como Se Proteger do COVID-19

As recomendações de prevenção à COVID-19 são as seguintes:

  • Sempre que possível evite locais agromerados
  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%.
  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos.
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado.
  • Mantenha uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando.
  • Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.
  • Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças.
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.
  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.
  • Evite circulação desnecessária nas ruas, estádios, teatros, shoppings, shows, cinemas e igrejas. Se puder, fique em casa.
  • Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e fique em casa até melhorar.
  • Durma bem e tenha uma alimentação saudável.
  • Utilize máscaras caseiras ou artesanais feitas de tecido em situações de saída de sua residência. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *